Além de todos os credos, maneirismos e crenças... Somos irmãos, e todos nós estamos na mesma barca... A Barca Celestial...
Nave Mãe Terra.

domingo, 19 de abril de 2015

Aranha Cósmica - Os fios de ouro da "WEB"

A Grande Aranha
está tecendo
com fios dourados do Sol.

A Grande Aranha
está tecendo
com os fios do meu coração...

Sejam bem vindos
O Amor nasceu em mim
e não tem antídoto...!



A AVÓ ARANHA E A GRANDE TEIA DA VIDA

Do Blog NAS PEGADAS DO CASTOR
http://naspegadasdocastor.blogspot.com.br/2014/03/avo-aranha-e-grande-teia-da-vida.html
"Na Grande Teia da Vida, todas as coisas estão inter-relacionadas, pois cada coisa é parte do Todo. É parte do grande Mistério.
Na mitologia dos nativos americanos a Mulher Aranha (ou Avó Aranha) é a Tecelã Sagrada.
Aquela que criou e teceu a Grande Teia da Vida.
Ela é protetora de todas as criaturas.
Segundo os nativos, ela é velha como o Tempo e jovem como a Eternidade. 
A Mulher Aranha – chamada Tse Che Nako pela Tribo Hopi ou Avó Aranha pela maioria das tribos norte-americanas é a guardiã da sabedoria sagrada.Sua Teia é atemporal e contém o passado, o presente e o futuro.
Tanto pode se apresentar como uma jovem, uma anciã, quanto como uma Aranha que revela seu conhecimento sussurrando no ouvido daquele que sabe ouvi-la.
Segundo a tradição Hopi, a Mulher Aranha teceu dois fios prateados, um ligando o Leste ao Oeste, o outro unindo o Norte ao Sul, criando a Estrada da Vida (o Caminho Vermelho).
Depois de tecer estes fios, a Avó Aranha cantou uma canção criando, a partir do som, as suas filhas gêmeas Ut Set e Nau Ut, que trouxeram o Sol, a Lua, as Estrelas e o movimento da Terra.

A Mulher Aranha foi tecendo a sua criação. Criou a vegetação, pássaros e todos os animais.
No barro ela modelou as quatro raças dos homens. O povo vermelho, o povo branco, o povo amarelo e o povo negro.
Teceu então, uma teia feita de amor e sabedoria e amarrou os fios prateados nas cabeças dos homens (chacra coronário), ensinando-os que esta seria a maneira de manterem a conexão com Ela para receberem sua sabedoria espiritual.
Os Hopi chamam este fio dekopavi. É através dessa conexão que o homem entra em contato com a espiritualidade, com seu próprio poder criador e com a Energia Cósmica Universal (Orenda para os nativos americanos). Para eles foi a Mulher Aranha quem ensinou às mulheres a tecer, a arte da cestaria e da cerâmica e, aos homens ela ensinou como plantar e cuidar da terra.
As anciãs (avós) da tribo Navajo reverenciam a Avó Aranha porque ela ensinou-os a ler.
Segundo a Sabedoria Ancestral de muitos dos povos nativos do planeta, a Avó Aranha é a guardiã ancestral das linguagens e alfabetos primordiais formados por linhas geométricas e ângulos presentes nas suas teias (A Sagrada Geometria).Sua Teia é uma teia brilhante de relações espirituais, humanas e ecológicas que se tornou invisível no mundo contemporâneo.


A Mulher Aranha é uma metáfora para o fato de que TODA a Criação provém de uma fonte primordial, uma matriz, uma rede que segue o mesmo padrão geométrico, cujos fios estão ligados uns aos outros e a origem.
Sua Teia representa a Grande Matriz da nossa realidade – A Teia da Vida ou a Teia de Luz. Tudo o que afetar a Teia afetará a todos, pois estamos todos conectados.
Os nativos americanos acreditam que a Mulher-Aranha está sentada no centro do Universo.
Ela é a força feminina de toda a criação, que une a todas as nações, todas as tribos, todas as famílias galácticas e todas as realidades em sua Teia de Luz.



Imagem: http://naspegadasdocastor.blogspot.com.br/


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Oxumarê: Divindade Despertadora do Novo Mito

Oxumarê: Divindade Despertadora do Novo Mito