Além de todos os credos, maneirismos e crenças... Somos irmãos, e todos nós estamos na mesma barca... A Barca Celestial...
Nave Mãe Terra.

sábado, 9 de novembro de 2013

Olhares sobre a sexualidade livre


Quando o amor, a alegria e a criatividade forem o foco da atenção humana,
experimentaremos um novo estágio de evolução.



Compreender sexualidade como forma de comunicação, linguagem de expressão, elevará os sentidos da sociedade para uma nova forma de perceber, e uma forma mais sutil e ao mesmo tempo refinada, de perceber e lidar com os instintos sexuais. Comunicação como deve ser sempre, expressada livremente, pois é a alma o ser real, se manifestando dentro do corpo e utilizando o corpo como real e primeiro instrumento de expressão nesta dimensão. A Criança por sua vez, em seu estagio de descoberta do mundo interno e externo e de experimentações de suas expressões internas, não deve ser direcionada em sua sexualidade, na verdade ela só precisa ser apoiada, permitida, incentivada nas suas aptidões. Seus gostos e talentos vão surgir feito flores... flores e frutos, da árvore que ela é. Ela traz uma herança genética-espiritual, e os seus próprios dons particulares, e isto se manifestará, de forma mais natural e harmoniosa, sem causar distúrbios psicológicos e dores, se for apenas permitido e apoiado, ao invés de direcionado, moldado a mão de ferro do preconceito e da ignorância.


"Meu Pai me perguntou: você é gay?
        Eu Perguntei pra ele: Importa?
        Ele disse : Não, não realmente...
        Eu disse pra ele: sim, eu sou gay.
        Ele disse: fora da minha vida.
        Creio que ele se Importava.

        Meu Chefe me perguntou: você é gay?
        Eu perguntei pra ele: Importa?
        Ele disse: Não, não realmente...
        Eu disse pra ele: sim, sou gay.
        Ele disse: está despedido!!!
        Creio que ele se importava.

        Meu Amigo me perguntou: você é gay?
        Eu perguntei pra ele: importa? 
        Ele disse: Não, não realmente...
        Eu disse pra ele: sim, sou gay.
        Ele disse: Não me considere mais seu amigo!
        Creio que ele se importava.

        Meu Companheiro me perguntou: você me ama?
        Eu perguntei pra ele: importa?
        Ele disse: Não, não realmente...
        Eu disse pra ele: sim, eu te amo.
        Ele disse: deixa-me te abraçar.
        Pela primeira vez na minha vida, algo importava.

        Deus me perguntou: você se aceita?
        Eu perguntei pra ele: importa?
        Ele disse: Sim....
        Eu disse pra ele: Como posso me aceitar, se sou gay?
        Ele disse: Porque é assim que te fiz.
        Desde então, somente isso me importa... "


Autor Desconhecido
Fonte: 

http://www.sinfoniabeijaflor.com/VoceSeImporta.html


Ilustração Quaintance AQUI


2 comentários:

Maria da Graça Reis disse...

UMA LIÇÃO PARA TODOS MORALISTAS.
NINGUÉM DEVE JULGAR NINGUÉM. Só DEUS TEM ESSE PODER.
Bjs

Bill Oliveira disse...

Grato pelo comentário Maria da Graça Reis!

Bejus de Luz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Oxumarê: Divindade Despertadora do Novo Mito

Oxumarê: Divindade Despertadora do Novo Mito