Além de todos os credos, maneirismos e crenças... Somos irmãos, e todos nós estamos na mesma barca... A Barca Celestial...
Nave Mãe Terra.

sábado, 28 de abril de 2012

Palhinha de Amor do Novo Mito











"Como é que devemos amar? Se amar demais sufoca, e amar de menos é desprezo?..."
Eu li esta pergunta no Mural de uma amiga, e não pude deixar de responder a ela o texto abaixo, que algum mentor me soprou... que reuní de tudo o que eu pouco conheço...: 


Assim como se respira... o amor deve respirar junto em cada sopro... em cada inspiração do ar... isto que me disseram um dia... e eu acredito nisto. Amar não significa prender... estar perto.. amar sem medida.. com medida... nada disso, não estamos ainda no nível de viver o amor... mas sim de buscá-lo... como disse a amiga ali acima, "dentro do limite nem demais nem de menos..." verdade!... Mas que limite?... Aquele que não esquece de si mesmo... aquele que se ama primeiro... esta é minha opinião. Opinião de alguém que já sofreu muito porque amava o falso amor das perdas, das canções do mundo que falam de desilusão apenas e nos programam a ela desde pequenos. Te amo... por isto te liberto de mim! Digo: Buscamos nós mesmos o tempo todo no espelho do outro...





Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Oxumarê: Divindade Despertadora do Novo Mito

Oxumarê: Divindade Despertadora do Novo Mito